Monday, December 19, 2005
Deixei... Não sei...

Deixei de saber escrever... Perdi-me...

Não sei onde estou, não sei o que sou, o que quero nem para onde vou...

Perdi-me de ti, de mim, de todos...

Deixei de saber falar, rir, brincar, comunicar, fazer amigos...

Olho para o espelho e vejo alguém que não eu,  vejo o meu reflexo mas não me reconheço...

Não sei quem sou, nem o que fui, nem o que serei...

Deixei de saber sorrir...

Já não sei sorrir, nem com os lábios e muito menos com o olhar...~

Esqueci-me do significado da palavra alegria, da sensação do riso descontrolado...

Deixei de amar-te...ou não?

Já nem sei...

 

By: AnjaSemRumo


Posted at 10:35:04 am by AnjaSemRumo
Fala pra mim...  

Wednesday, August 17, 2005
Ás vezes...

Ás vezes do que mais preciso é de um carinho teu, uma palavra bonita, um elogio.
Ás vezes é bom saber que gostas de mim em vez de te ouvir gritar...

Ás vezes era bom ouvir uma palavra num tom mais baixo, tipo sussurro em vez de berros e discussões constantes. 

Ás vezes era bom que me deitasses no teu colo e me fizesses festas sem dizer nada, só dois minutos, dois simples minutos sem me ferires a alma.

Ás vezes gostava que por apenas uns minutos não reclamasses, reclamasses, reclamasses... Que por breves minutos me ouvisses o bater do coração e o gemido das lágrimas a cair.

Para ti o bom não chega, é mau... Fazes lembrar alguém que em tempos conheci…

Gostava de te ouvir dizer que tens orgulho em mim, mesmo com os meus defeitos todos... Gostava que olhasses para as minhas virtudes e te sentisses feliz. Grata por serem as que são e feliz por ser a pessoa que sou. Não que seja melhor que as outras, mas sou eu e o que sou parte disso devo-te a ti.

Sei que cometo erros, sou humana, é normal… Tu também, mas tu nunca erras, nunca podes errar não é? Sabes tudo, já viste tudo… Será?

 

Sabes... tu agora nem chamas por mim, só por ele... Ele que nem te é nada, mas que te apaparica num gesto exagerado de se compensar por algo que nunca conseguiu fazer a outra pessoa...

 Pelo menos outros ainda chamam por mim, mesmo distantes chamam, sempre chamaram...

E embora eu te chame em silêncio e tu não venhas… Gosto de ti!


Posted at 10:10:35 pm by AnjaSemRumo
falaram pa mim (1)  

Monday, May 30, 2005
... Porque ...

Porque nem tudo é como imaginamos...

Porque a vida não é um conto de fadas...

Porque desilusões existem...

Porque a amizade é o melhor que há...

Porque o amor apesar de bom, magoa...

Porque o universo conspira contra nós e nunca a favor...

Porque...

Porque sim

e

Porque não...

Porque não existe talvez!

 

By: AnjaSemRumo


Posted at 8:25:38 pm by AnjaSemRumo
falaram pa mim (2)  

Tuesday, May 17, 2005
Tinhas tudo...



Tinhas os olhos negros como a noite e a pele branca como a neve, eras alto, cabelos escuros, vestias-te bem.
Andavas com pose e tinhas todas as raparigas bonitas aos teus pés.
Eras triste, tinhas tudo mas não tinhas nada...

By: AnjaSemRumo


Posted at 7:16:36 pm by AnjaSemRumo
falaram pa mim (3)  

Wednesday, May 11, 2005
Mata-me

Noite escura onde me perco de ti

Procuro-te na rua,

Na sombra do rio,

Nas  pedras da calçada

Nas estrelas da lua

A tua voz ouço ao longe

E o meu coração dispara a rir.

Choro por ti, tenho sede,

Sono, vem embalar-me!

Transborda em mim

Dá-me vida,

Mata-me de amor...

By AnjaSemRumo


Posted at 8:46:46 pm by AnjaSemRumo
falaram pa mim (1)  

Saturday, April 30, 2005
Confiança...

Confiança: Segurança e bom conceito que se faz de alguem;
Confiar: Ter confiança em... ; acreditar.

   
   É isso que tu nunca tives-te em mim. Sabes o que para mim significa confiança? Confiança é aquilo que tenho com os meus amigos, e é aquilo que eles têm comigo. Confiança não é uma coisa que se conquista ou se toma hà força. Confiança ganha-se atravéz de gestos e palavras, atitudes e sentimentos, e têm que ser um sentimento mutuo. O que entre nós não acontece. Confiança é ouvir as confidencias do outro sem julga-lo pelo que fez ou deveria ter feito. É quando um amigo nos toma pela mão e nos diz que estamos errados, nos mostra um outro caminho e espera conosco. Ao contrário de ti, ele não grita nem discute, não me ameaça, critica ou ofende com palavras, porque hà palavras e atitudes quem doiem mais que qualquer tipo de violência.
   Queres acreditar que me conheçes, mas não conheces. Não sabes o que penso ou o que sinto sobre este ou aquele assunto. Sabes de mim aquilo que eu quero que saibas e o que sabes sem te contar é de vires aqui ao Blog ler,  juntado 1+1 dá 2. Tens que estar sempre certa, tens que ter sempre razão, tens que mandar e comandar tudo. E foi isso entre outras coisas que me afastou de ti... Não sou igual a ti, nunca serei, não me acomodo a situações como tu, sou mais eu. Sempre descarregaste em mim por tudo e por nada, ou porque estavas zangada, farta de qualquer coisa, chateada com alguem e sempre que avançavas para mim com mais um punhado de palavras eu ficava calada, ouvia-te e tirava-te a razão em pensamento mas calava-me. Agora não, acho que quando penso que estás errada te vou confrontar com isso, já não tenho 2 anos para não ter opinião própria e acreditar que tu sim estás certa.
   Ás vezes penso se serei assim tão má para ti como dizes, se te magoei assim tantas vezes, se sou tão egoista assim, se serei intereceira... Penso que não, mas é só a minha opinião, e a tua é a que sempre contou. Como dizes muitas vezes já tives-te a minha idade, mas será que passas-te metade daquilo que eu passei? Daquilo que ainda vou passar? Todos temos maneiras e formas diferentes de ser e encarar a vida e a minha é diferente da tua, sempre foi e sempre será. Nunca tive privacidade nem segredos, sempre lês-te o diário infantil que eu escrevia e lês agora o Blog. Sempre te deixei por e dispor da minha vida, dando-te explicações até quando não as merecias. Sempre te contei tudo o que tinha de contar e sempre acreditei que era assim que tinha que ser. Mas agora, quando te conto ou partilho qualquer coisa contigo, estou sempre errada, sou sempre uma "criança" por pensar assim e fico triste, porque penso que poderias ser como os meus amigos que me dão a mão e me mostram outro caminho...
   Tenho saudades do tempo em que era mais miuda, do tempo em que ainda não percebia nada, não pensava em tudo isto e acreditava que tu eras uma heroina mascarada de Mãe. Ninguem nunca disse que era facil ter filhos, ter de sustenta-los, ter de torna-los pessoas sociaveis, boas pessoas, etc. Desde o dia que nascemos e nos deram ao mundo que têm obrigações para conosco, nomeadamente a de nos sustentar enquanto não podemos ao invés de nos confrontarem sempre com o custo dos livros, da roupa que nos compráram há seis mêses atrás, dos carregamentos dos telémoveis, etc. Não é facil para nós sermos sustendados por vocês, mas ninguem nos dá trabalho aos 15/16 anos , ninguem nos leva a sério e quando falamos nisso ainda ficam ofendidos. É por isso que depositamos todos os nossos sonhos e objectivos nos 18/19 anos, até lá andamos com o coração na boca, contado os dias que faltam para o proximo aniversário e pensamos no bolso vazio e nos amigos que nos convidam para beber café ou sair, e no medo que temos de vos pedir uns miseros 0.50€ para ir beber café.
   Por isso perto do dia da Mãe e face aos ultimos 4/5 mêses, deixo-te a ti Mãe, um minuto ou dois para pensar e reflectir se o que fazes a pensar que esta certo e a pensar em mim é mesmo correcto ou o melhor para mim (ou para ti), se o que teimas em dizer é a voz da razão, que se tudo o que achas que sabes e pensas é a verda absoluta, se te dei assim tantos motivos para não (des)confiares em mim. Mas apesar disso tudo e por não me considerar egoista e porque gosto sempre de ter mais para dar do que para receber, agradeço-te por alguns bons momentos, por me teres dado ao mundo e me transmitires alguns conceitos, pelos conselhos que não segui e devia ter seguido, por parte daquilo que sou, por me teres dado aquilo que podes como melhor sabes e posso tentar prometer-te que daqui a alguns anos quando tiver a minha Catarina, o Francisco e o Miguel, me vou lembrar de ti algumas vezes.
   Mas antes disso acontecer, reflecte um bocado sobre o que escrevi, pensa que por breves minutos estás errada em algumas coisas e por favor deixa-me ser feliz como eu penso que sou, nem que para isso eu tenha que bater com a cabeça e ficar no fundo do poço uma e outra vez...

By Mafalda
30-4-05

Posted at 4:44:29 pm by AnjaSemRumo
Fala pra mim...  

Tuesday, April 05, 2005
Ao meu primeiro amor...

Há primeira pessoa que me fez saber o que era o amor, que me fez sonhar mais alto, acreditar nos homens, no amor, em mim…

            Há primeira pessoa que eu amei sem medos, que me fez fazer e dizer asneiras sem ter medo do que os outros iriam dizer ou pensar.

Há primeira pessoa que desejei como nunca, que deu brilho aos meus olhos, que cantou para mim, só para mim…

Há primeira pessoa por quem valeu a pena apaixonar-me que me fez rir, chorar, feliz e sofrer por amor.

Há primeira pessoa que eu tive medo de perder, a quem dei tudo de mim, por quem lutei, venci e perdi,

Há primeira pessoa que me fez crescer e ver que o mundo era pequeno e cheio de surpresas, que me fez suspeitar do amor, que me fez juras e promessas de amor que depois não cumprio.

A essa primeira pessoa que amei e que tinha os olhos mais bonitos do mundo, os lábios mais grossos e alma de pássaro,

A essa pessoa que não sabia o que era o amor de verdade antes de mim, que tinha um humor inconstante, que era indecisa e um pouco ou tanto egoísta.

A essa pessoa que foi o meu primeiro amor, aquele onde me entreguei e amei com a inocência de uma criança, aquele que eu quis com a força de mundo e o poder dos feiticeiros, aquele que me fez chorar lágrimas de sangue, nunca me soube amar. Mas essa pessoa, a primeira pessoa que amei, talvez tenha sido uma das pessoas com quem mais aprendi…

Foi quem sabe, talvez, a única pessoa que me cantou baixinho ao ouvido “I am loving you e me tocou na alma ao dizer “Time, it needs time

 

 

A ti que vais ser sempre especial

Adoro-te Bebé


Posted at 11:07:07 pm by AnjaSemRumo
falaram pa mim (1)  

Monday, April 04, 2005
Tu, cor-de-rosa

         Depois de tanta indecisão, decidi saber! Sim quero saber o sexo deste ser maravilhoso que cresce, vive e se alimenta dentro de mim. Quero saber para me decidir quanto ao nome, decorar o quarto e escolher as roupas. Quero saber porque todos sabem e ninguém me disse e eu sou curiosa!

         Sei que faltam poucos meses, mais ou menos dois. Já me doem as pernas e as costas e já o/a sinto a dar pontapés. E como é bom senti-lo/a! As vezes converso com ele/a, explico-lhe que o/a adoro muito, que vai sempre ter alguém aqui fora há espera, que tenho muito medo do/a perder mas que vai correr tudo bem. As vezes também lhe canto, Mafalda Veiga e Adriana Calcanhoto, para o/a adormecer e nesse curto espaço de tempo a minha cabeça voa e tenta imaginar como será quando ele/a estiver nos meus braços, quando mamar nos meus seios ou quando lhe der banho, se gostará da água ou não. Faço um filme mental baseado na minha infância e imagino-me a ir busca-lo/a ao infantário, depois a escola, os amigos, as primeiras festas, as crises existências próprias da adolescência, a primeira borbulha, o primeiro amor, a primeira desilusão…

         Mas hoje quero saber! Quero saber se és rapaz ou rapariga, azul ou cor-de-rosa. E depois vou amar-te, vou ser a melhor mãe do mundo e em vez de fazer filmes na minha cabeça vou perceber que não és nem nunca serás igual a mim, vou deixar-te voar e apanhar-te se caíres, vou dar-te muitos beijinhos e deixar-te aprender com os teus erros, vou enxugar-te as lágrimas quando alguma amiga tua não puder, vou apoiar-te, vou criticar-te quando tiver que ser, provavelmente vou zangar-me e vou abrir-te os olhos quando não conseguires ou não quiseres ver.

         Mas agora que ainda estás aqui dentro de mim, vou preparar-me para o dia em que chegas ao mundo e deixas de ser minha e passes a ser Beatriz, que vai ser o teu nome porque és uma menina. Uma menina cor-de-rosa.

 

By AnjaSemRumo


P.S - Não fiquem a pensar que estou grávida! É apenas mais um texto escrito por mim num momento de inspiração. Sei que foge aos temas que tenho escrito, mas quis variar um pouco.


Posted at 3:43:39 pm by AnjaSemRumo
Fala pra mim...  


Previous Page Next Page

   




Eu sou...
Mafalda, Fralda, Maffy, MM, Anja, Borbulete... etc.
18 aninhos.
Nasci em Beja.
Super distraida.
Devia usar oculos, mas só uso as vezes.
O meu sonho é ser mãe, ser feliz e fazer alguem feliz.
Odeio o meu nome verdadeiro.
Penso em morar no Algarve daqui a uns anos.
Já quis ser médica e veterinária.
Já trai.
Já fui usada.
Chorei e sofri.
Já me arrependi.
Já errei.
Nunca fui ao Norte.
Gosto de homens sinceros.
Costumo cantar no chuveiro.
Adoro o frio mas gosto do calor.
Sou morena.
Já tive o cabelo roxo escuro.
Não Acredito em Deus.
Quero ter filhos (1 casal).
Catarina e Francisco.
Quero casar na praia de branco.
Gosto de ficar sozinha as vezes.
Adoro ler... Sou apaixonada por livros.
Penso muito.
As vezes ou melancólica demais.
Amo demais.
Gosto de musica alta.
As vezes sou super acelarada.
Não tenho insônias, adoro dormir.
Choro em filmes com finais tristes.
O ultimo filme que vi no cimena foi "Land Of Deads".
O meu primeiro beijo foi aos 14 anos.
Já usei aliança.
Gosto de carinho.
Sou curiosa.
Odeio Chá e Café.
Odeio a distância...
Não gosto de leite.
Sou muito inconstante.
Já tirei 0.1 a Matemática.
E já tive 17 a Poruguês.
Gosto de escrever sobre tudo e de ler sobre os outros.
Adoro preto e branco.
Sou romantica.
Amo os meus amigos.

Eu já...
Já levei "cortes".
Já caí de bicicleta.
Já tive encontros.
Já chorei por amor.
Já tive ciúmes.
Já trepei a árvores.
Já pensei em morrer.
Já conheci pessoas na internet e encontrei-me com elas.

Eu nunca...
Nunca conduzi carros.
Nunca comi comida Francesa.
Nunca andei de avião.
Nunca tive 1 amigo imaginário.

Eu já li...
Alma de Pássaro
Diário da nossa Paixão.
Corações em Silencio.
A Lua de Joana.
Os filhos da Droga.
Uma promessa para toda a Vida.
O Diário de Anne Frank.
Os ultimos Sete mêses de Anne Frank.
A colina das Bruxas.
O Sorriso das Estrelas.
Uma viagem Espiritual.
O Alquimista.
És meu!
I'm In Love Whit a PopStar.
Fico muito Gorda Assim?
Não há coincidencias.
Sei lá.
Matrioskas e Nazarenas.
Baunilha e Chocolate.
As Cronicas de Margarida Rebelo Pinto.
Artista de Circo.
Que alguem me queira 5 minutos.

Musicas que já tocaram no blog...
Evanescence - My Immortal
Robbie Williams - Angels
Coldplay - Trouble
Ls Jack - O Amanhã Não se Sabe

Alguns links...
Muitos
Templates By Marina - Template Shop

Blogarama - The Blog Directory

Bravenet.com







Pegue o seu no TBM



Exupéry - O Pequeno Príncipe


















Calendários e Relógios...



Fanlistings...
Avril Lavigne Fan // Fanlistings by Templates do PadreEvanescence Fan // Fanlistings by Templates do PadreMTV Fan // Fanlistings by Templates do Padre
Simpsons Fan // Fanlistings by Templates do PadreMcDonald's Fan // Fanlistings by Templates do PadreMSN Messenger Fan // Fanlistings by Templates do Padre
Computer Fan // Fanlistings by Templates do PadreChat Fan // Fanlistings by Templates do PadreCoca-Cola Fan // Fanlistings by Templates do Padre



Bruches...


online
Casino Games

Ne-Yo - So Sick


<< August 2017 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
 01 02 03 04 05
06 07 08 09 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31



If you want to be updated on this weblog Enter your email here:



rss feed