Entry: Para a Patricia... Wednesday, January 25, 2006







Para a Patricia


    Conhecemo-nos a cerca de 13-14 anos. Vivemos muitas coisas juntas onde partilhamos alegrias e tristezas. Conhecemo-nos a 13 anos e hoje dou por mim a pensar se te conheço realmente... acho que já nao, nem tu nem eu somos as mesmas e aquilo que nos unia: A AMIZADE, apesar de existir desvaneceu-se, assim como muita coisa que se acabou nestes ultimos anos. Cresci imenso nestes 2 ultimos anos e aprendi coisas que nunca ninguem me poderia ter ensinado se não as tivesse vivido, várias pessoas me desiludiram, muitas simplesmente afastaram-se como o mar quando esta a esvaziar... Apesar de tudo tu és das pessoas mais bonitas que conheço, tens um coraçao do tamanho do mundo, uns olhos lindos e o maior sorriso que ate hoje ja vi em alguem! Cresceste depresa demais, mas consegues sempre surpreender tudo e todos com a tua alegria... Es linda por fora e por dentro, nao es perfeita mas es uma boa imperfeiçao. Apesar de todos os teus defeitos e de todas as tuas asneiras que sabes quais sao, apesar da tua distancia que dizes nao ter sido premeditada mas sim "uma coisa que aconteceu e não sabes porque", dou por mim a pensar que ja nada quasse sei de ti, ja nao faço parte da tua vida como antes, ja nao partilhamos das alegrias e das tristezas, ja nao estamos presentes no dia-a-dia uma da outra. Perdemos coisas e momentos da vida de ambas, crescemos e mudamos, tomamos partidos diferentes e percebemos que na vida so podemos contar com nos mesmos, pelo menos foi isso que eu aprendi. Tens amigos novos, conhecidos novos e alguns antigos com quem ainda te dás e de quem tu nunca te esqueceras... a vida e mesmo assim nao e? Os mais importantes ficam i os outros vao embora como o sol quando se poe. A vida ou o destino (ou talves outras coisas que nao vale apena mencionar porque tu sabes), fizeram com que isso acontecese. E isso que eu sinto, sinto-me uma completa estranha ao pe de ti, por nao saber o que se passou na noite passada, por nao saber o que aconteceu na aula de Matematica, mas tal como tu fecho-me na minha concha e ninguem sem ser eu sabe como doi cá dentro quando vejo que ja nao posso, nao sou capaz de fazer parte desse teu mundo outra vez, nao ha espaço para mim, so para pessoas novas, lufadas de ar fresto de que tu tanto gostas. Sabes que sempre teremos aquela quimica especial, por mais que o tempo passe, por mais que a vida nos separe e por mais pessoas que existam no meio de nos, sempre havera aquele olhar, aquele sorriso que so EU e TU conseguiremos compreender. Sabes que muitas vezes te dou na cabeça e te chamo ha razao, mas e por te amar duma forma muito especial, antigamente sentia-me como a tua 2ª mae e incrivel o que a amizade faz, sei que nao gostas de ouvir a verdade porque ela doi e aleija-nos a alma e o coraçao, sei que choras com a tua almofada e que esse teu orgulho i maneira de ser muitas vezes nao sao nada faceis i que como qualquer pessoa que cresceu depressa demais acabas por perceber que as vezes ser pequenina era melhor...
    Perdoa-me se alguma vez te fiz sofrer, mas perdoa-me principalmente por deixar que a distancia i tudo mais se pussese no meio de nos. Sei que os teus amigos sao a melhor coisa que tens i por isso te digo minha linda nunca faças com eles o que fizes-te comigo, preserva-os, cuida deles e nao te afastes mesmo que "aconteça", nunca deixes que eles deixem de se sentir imporantes como eu deixei e partilha, partilha tudo, abre o teu coraçao e deixa a docura da tua pessoa sair e nao essa loirinha durona que e capaz de tudo e que afinal so precisa de um colo para chorar e ser feliz. I desculpa, desculpa por nao ser como tu nem como os teus amigos que querem sempre sair e que podem sempre ir para aqui e para ali, desculpa quando nas ja raras vezes que saimos a noite acabo por ficar quieta no meu canto a ver todos divertirem-se, mas para mim e estranho so fazer parte de tudo aquilo as vezes e nao sempre, que e como quem diz que muitas vezes perto de voces me sinto "deslocada". E por favor, por muito estupido que parece e mesmo que todos sejamos crescidinhos da proxima vez que combinarem passeios e saidas ha minha frente tenta ser discreta porque nao sabes como me magoas ao saber que nao posso ou nao querem que eu va i por ver pessoas que mal conheces "tomarem" o meu lugar, e se me conheces saberas de quem estou a falar...!
    Talvez seja um pouco tarde demais para voltar atras afinal o mal ja esta feito i ainda nao inventaram a maquina do tempo... A ti so te desejo a felicidade suprema, apesar de tudo mereces, mereces muito, assim como eu. Olha para o lado i ve as pessoas lindas que tens ha tua volta i que tanto te adoram, e nunca as deixes partir, guarda-as sempre no teu coraçao.
    Quanto a mim nao te preocupes, gosto de te ver feliz, como sabes, se as pessoas de quem gosto estiverem bem e mais um motivo para eu tambem estar. Mas peço-te para pensares no que fazes, para tirares essas ideias doidas da cabeça e para parares de querer aquilo que nao podes ter...



Beijos..
Mafalda


By: Me
25/1/2006

   0 comments

Leave a Comment:

Name


Homepage (optional)


Comments